Ato na reitoria da UFJF marca paralisação nacional pela autonomia universitária

05/10/18

Trabalhadoras e trabalhadores técnicos administrativos em educação da UFJF e do IF Sudeste MG (campus Juiz de Fora e reitoria) aderiram à paralisação nacional convocada pela Fasubra.  Um ato organizado pelo Sintufejuf foi realizado ontem pela manhã, em frente à reitoria da UFJF. A concentração teve início às 6h na reitoria, porém, pouco antes disso, os manifestantes passaram na garagem e realizaram o lacre simbólico dos portões, respeitando a decisão da categoria reunida em assembleia no dia 27 de setembro. O ato durou cerca de 6 horas.
           A paralisação teve como pautas a defesa da autonomia das Instituições Federais de Ensino, da flexibilização da jornada de trabalho e do reposicionamento das aposentadas e aposentados.
           Segundo o coordenador do Sintufejuf, Conrado Jenevain, a Instrução Normativa n°2 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (Mpog) em setembro, é um ataque à autonomia universitária e às conquistas do movimento sindical. A assessoria jurídica da FASUBRA emitiu um parecer alertando para as irregularidades da medida. Como a APES publicou em notícia anterior, a Assessoria Jurídica Nacional (AJN) do ANDES-SN também emitiu um parecer, ressaltando que a instrução ataca isonomia de docentes federais.

Acesse aqui o Parecer da FASUBRA

Acesse aqui o Parecer do ANDES-SN

           Em relação ao reposicionamento de aposentados, Conrado explicou que com a tentativa de desvinculação das aposentadas e aposentados da folha de pagamento das trabalhadoras e trabalhadores que ainda se encontram em atividade, os direitos adquiridos estão sendo atacados. Esta medida também afeta as e os pensionistas. Por isso é necessária a mobilização.

 

Representantes do Sintufejuf em ato na reitoria da UFJF

  Foto: Sintufejuf