Manifestações pelo Brasil marcam oposição à Reforma da Previdência

21/02/19

Na manhã de ontem, quarta-feira (20), trabalhadores e trabalhadoras de várias partes do país e as centrais sindicais se reuniram na Praça da Sé, em São Paulo, para uma Assembleia Nacional. Com cerca de 10 mil pessoas, dirigentes e diversas categorias de trabalhadores debateram a organização necessária para enfrentar a Reforma da Previdência apresentada também ontem, pelo Governo Bolsonaro.

Além disso, em Brasília, sindicalistas da Central Única dos Trabalhadores (CUT) distribuíram laranjas em referência aos escândalos de corrupção que envolvem o mandato do atual presidente. O ato aconteceu na Rodoviária de Brasília, com uma faixa que dizia “Laranjal do Bolsonaro: Pague com sua aposentadoria”.

Foto: R. Tatemoto/BdF

A BR-101, no quilômetro 208 próximo a Casimiro de Abreu, interior do RJ, foi fechada nos dois sentidos (Niterói e Espírito Santo) por manifestantes que impediram o fluxo na rodovia, também em protesto à reforma.

Foto: Divulgação/Autopista Fluminense

Nas redes sociais os integrantes do bloco de oposição à Bolsonaros e internautas se manifestaram no Twitter, através da hashtag “Reaja ou sua previdência acaba”, que ficou em segundo nos tópicos mais comentados do Brasil durante a tarde e noite de ontem.