Protesto contra aumento da tarifa dos transportes em SP tem repressão e detenções

17/01/19

O site da Conlutas informa que o 2º ato convocado pelo Movimento Passe Livre, em São Paulo, contra o aumento das passagens, foi marcado por violência. Ainda na concentração, ao menos seis pessoas foram detidas pela PM. O protesto terminou com ao menos 14 pessoas detidas pela polícia. Quando os manifestantes se preparavam para sair, e iniciaram o jogral para passar as orientações e o trajeto, a polícia atirou bombas de gás enquanto prendiam um manifestante. Segundo a Polícia Militar, ele foi detido por tentar ultrapassar o cordão policial. No entanto, o que se viu foi uma contenção da passeata, com bloqueio da PM na via e nos arredores. Nas redes sociais, são muitos os relatos de feridos durante a repressão. A polícia chegou a espancar um dos detidos durante a repressão e o momento foi registrado por um cinegrafista amador. O fotojornalista da Ponte Jornalismo, Daniel Arroyo, levou um tiro de borracha no joelho, e teve de ser hospitalizado para tratar o ferimento.
                “Temos que ficar atentos, já que trabalhadores e trabalhadoras deverão, durante o ano, estar nas ruas em luta. Os governos conservadores alçados ao poder pelas últimas eleições, ao que tudo indica no momento, continuarão a retirada de direitos com a repressão aos protestos” , disse Raquel Portes da direção da APES.

Clique aqui para ler mais

Image result for repressão são paulo protesto