Servidores públicos participarão de Marcha a Brasília neste dia 13

12/09/18

Amanhã, 13 de setembro, servidores públicos federais, municipais e estaduais participarão de uma Marcha a Brasília, que contará com um ato em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) para pressionar os ministros a votarem pela revogação da Emenda Constitucional (EC) 95/16, que limita os gastos sociais até 2036.

Aproveitando a posse do ministro Dias Toffoli, que presidirá o Tribunal e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) durante o biênio 2018-2020, os servidores exigirão que os ministros votem a favor da revisão anual dos salários do funcionalismo, em defesa da data-base. Outras exigências em pauta são a revogação das contrarreformas Trabalhista e da Terceirização, que precarizam as condições de trabalho e sucateiam os serviços públicos; e o direito a greve e a negociação coletiva

Segundo Jacqueline Lima, 2ª secretária do ANDES-SN “o judiciário tem apoiado um conjunto de medidas que prejudicam o trabalhador. Recentemente, considerou constitucional a terceirização das atividades-fim, que atingirá diretamente os serviços públicos do país”.

O ANDES-SN enviou a circular nº 286/18 convocando as seções sindicais e secretarias regionais a estarem presentes em Brasília no dia 13 de setembro. Paralelamente ao ato na capital, a circular indica que sejam realizadas mobilizações nos estados, no âmbito das instituições de ensino superior (IES), afirmando que “que se intensifiquem as cobranças para as reitorias em relação ao orçamento das universidades”.

Leia a matéria completa.