SemanApes

Reitor desconsidera solicitação da comunidade acadêmica
e ordena que as aulas sejam retomadas em Governador Valadares

O reitor da UFJF, Henrique Duque, ordenou que as aulas fossem retomadas no campus avançado da UFJF de Governador Valadares. Na companhia dos executores da obra irregular de ampliação do prédio do campus, o reitor esteve em Governador Valadares na segunda-feira (27).

Os docentes haviam solicitado à Administração Superior a suspensão das aulas até o dia 31 de maio, data em que termina o prazo, acordado entre a prefeitura de Governador Valadares e os executores da obra, para que os danos causados ao prédio pela chuva da semana passada sejam sanados. O reitor passou por cima do pedido de prudência da comunidade acadêmica.

Hoje (29), a chuva causou novos transtornos.

Alagamento
Na quinta (23), o campus de Governador Valadares foi alagado pela chuva. Salas de aula, sala dos professores e almoxarifado ficaram com um palmo de água acumulada. Documentos, livros e equipamentos novos foram atingidos.

A obra de ampliação do prédio, realizada pela Faculdade Pitágoras, instituição privada e dona do prédio, foi responsável por deixar o edifício sem cobertura e vulnerável à chuva.

Também foi constatado que a obra não possuía autorização da prefeitura de Governador Valadares. A obra foi embargada na quinta.

Por medida preventiva, as aulas foram suspensas na quinta e na sexta (24).

O fato ganhou repercussão nacional, foi divulgado pelo site do ANDES-SN e pelos jornais de várias seções sindicais.

“Essas situações lamentáveis que estão acontecendo no campus de Governador Valadares são emblemáticas de um processo de expansão realizada de forma apressada e que não garantiu as devidas condições de trabalho para os professores e técnicos administrativos e nem as devidas condições de ensino para os estudantes. Não somos contrários à ampliação de vagas nas IFE, mas defendemos que essa ampliação seja feita obedecendo a rigorosos padrões que garantam a qualidade de ensino”, afirma Paulo Ignácio, presidente da APESJF-SSind.

O sindicato continua insistindo no agendamento de uma audiência com o reitor para tratar dos problemas de Governador Valadares.

 

Imagens registradas após o alagamento em Governador Valadares

 

 

 

Em entrevista à APESTV,
vice-presidente do ANDES-SN fala sobre a MP 614/2013

Assista à entrevista com Luiz Henrique Schuch, vice-presidente do ANDES-SN, no canal do youtube da APESJF-SSind. O professor comenta sobre a Medida Provisória 614/2013, publicada no dia 15 de maio. A intenção do Governo era dar uma resposta às críticas que surgiram após o vigor da Lei 12.772/12. Na opinião de Schuch, a MP agrava ainda mais a confusão instalada pela nova carreira.

Clique aqui para assistir à entrevista.

 

Setor das IFE define prioridades para a luta
por condições de trabalho e carreira

Nos dias 24 e 25 de maio, foi realizada a reunião do setor das Instituições Federais de Ensino (IFE) do ANDES-SN, na sede do Sindicato Nacional, em Brasília. O diretor da APESJF-SSind, Joacir Teixeira, participou da reunião.

Para a luta por condições de trabalho, a reunião definiu, como prioritária, a tarefa de atualização das pautas locais, com três eixos: cargos/vagas; infraestrutura; e democracia. A partir das pautas, as seções sindicais devem organizar dossiês, a serem entregues ao Sindicato Nacional até a data do 58º Conselho Nacional do ANDES-SN (Conad). O objetivo é dar visibilidade nacional aos problemas identificados.

Em relação à carreira, o setor das IFE orientou a produção de documentos que revelem o impacto das mudanças para cada segmento que compõe a categoria. O desafio é denunciar as consequências, para os docentes e para o futuro das IFE, das posições e inciativas do Governo.

A reunião também indicou a construção de uma mobilização, de caráter local e regional, em conjunto com os servidores públicos federais, para o dia 12 de junho. O Dia de Luta nos Estados dará sequência à mobilização em torno das reivindicações apresentadas ao Governo após a Marcha à Brasília, em abril.

Visita às unidades
A diretora da APESJF-SSind, Clarice Cassab, dando continuidade ao trabalho de visitas às unidades, participou de reunião com as professoras da Faculdade de Serviço Social da UFJF ontem (28). 

A professora apresentou o relato da reunião do setor das IFE, e reforçou a importância da mobilização para o 58º Conad, que será realizado entre 18 e 21 de julho, em Santa Maria (RS).

O prazo para envio de contribuições das seções sindicais e dos sindicalizados ao Caderno de Textos termina em 5 de junho.

 

Clique aqui para conferir o relatório da reunião do setor das IFE.

Contrinuições para 58º Conad podem ser enviadas até 5 de junho: clique aqui para ler a matéria completa no site do ANDES-SN.

 

 

NOTA

Por solicitação do Encarregado de Assuntos de Aposentadoria e da Coordenação do Grupo de Trabalho de Seguridade Social do ANDES-SN, a APESJF-SSind  divulga a nota de esclarecimento abaixo:

NOTA DE ESCLARECIMENTO
O Grupo de Trabalho de Seguridade Social e Assuntos de Aposentadoria do ANDES-SN, reunido na UNIRIO - RJ, nos dias 23 e 24 de maio de 2013, esclarece à comunidade universitária sobre a mensagem postada pelo governo federal, na página da SIAPENET.
Ao procurar visualizar seu contracheque, o servidor se depara com uma mensagem do governo na qual fica evidente a intenção subjetiva de cooptar/atrair adesões de servidores públicos/docentes para o seu projeto em implementação da previdência complementar, via Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público do Poder Executivo (FUNPRESP-EXE).
O servidor só consegue acessar as informações contidas no seu contracheque após confirmar a leitura da mensagem. Muito embora o simples ato de clicar na palavra “confirmar” não signifique adesão ou venha a configurar a assinatura de um contrato, o governo poderá manipular o número de acessos para utilizá-lo como propaganda.
Levando-se em conta o histórico das sucessivas ações prejudiciais, quando se trata das relações entre o governo e os servidores federais, o GTSS/A recomenda, por precaução, que os docentes evitem clicar a tecla ‘confirmar’ nesse momento, adiando a consulta do seu contracheque para quando for retirada essa propaganda falaciosa.

Rio de Janeiro, 24 de maio de 2013