Dia 19 de maio é dia de paralisação

  • Reading time:3 mins read

A APES se une às entidades de defesa da educação e dos trabalhadores para uma série de ações nesta quarta-feira, dia 19, Dia Nacional de Luta e Resistência em Defesa da Educação. Seguindo decisão aprovada em assembleia, professores e professoras da UFJF e do IF Sudeste MG paralisam suas atividades neste dia em defesa da educação e da vida.

Dentro do esforço de mobilização, foram contratados carros de som, rodando na segunda, terça e quarta-feira, com áudio chamando a atenção da população dos bairros da cidade para os ataques à educação, os cortes de verbas, as privatizações, a pressão pela volta presencial às aulas, mesmo sem vacinação, e para a luta em defesa dos serviços públicos, contra a Reforma Administrativa. Na mesma linha, chamadas de rádio foram colocadas nas rádios Itatiaia e Mix FM, durante o mesmo período.

Na quarta-feira, um banner será colocado na porta do IF Sudeste MG, onde também se realiza uma conversa com a população a partir das 10h30. Às 14h30, a conversa vai se dar em frente ao Cine Theatro Central, com projeção de vídeo referente ao Dia de Luta. Ainda para o dia 19, faixas foram colocadas nos pórticos da UFJF.

A presença nas redes sociais também será forte. Ao longo da quarta-feira, a APES organiza uma série de ações, com cards, vídeos e informações.

Das  9h às 13h, uma Live organizada com as entidades da educação, ANDES-SN, FASUBRA, SINASEFE, UNE, FENET, com presença de outras entidades da educação básica, entidades do FONASEFE e parlamentares, terá entradas ao vivo dos atos nas instituições públicas de ensino federais..Para acompanhar a live basta clicar no link – https://www.youtube.com/watch?v=5KPTlEtU11w

De 11h às 17h, o ANDES-SN organiza um twitaço com textos em defesa da educação com as hashtags  #AEDUCAÇÃOPRECISARESISTIR #FORABOLSONAROEMOURÃO. Os textos para o tuitaço podem ser encontrados no link – https://docs.google.com/spreadsheets/d/1Xo6Z7h-0w1WzonBhHb3XyDsg2giPFbXMY_Xrlz3lBOk/edit#gid=0

À noite, projeções serão feitas na Esplanada dos Ministérios ou no Museu Nacional, em Brasília (DF)