ANDES-SN reforça chamado para mobilizações em 8 de Março

  • Reading time:3 mins read

Em Juiz de Fora, Fórum 8M/JF organiza série de atividades que incluem paralisações de categorias

 

 

O Fórum do 8M/JF, Fórum de Coletivos Feministas e Entidades do Movimento Social de Juiz de Fora, está organizando uma série de atividades para marcar a data do dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher.  O grupo já  reuniu duas vezes para a preparação da greve internacional- #8M2018- de mulheres na cidade. Dentro as diversas ações, já está deliberado o ato no dia 8, com concentração na Praça da Estação e passeata até o Cine Theatro Central, onde devem se realizar eventos culturais protagonizados pelas ativistas do movimento.

A APES terá uma assembleia antes do dia 8 de março para deliberar sobre a participação da categoria nas atividades.


Crescendo

Atualmente o Fórum conta com a participação de  26 organizações. Um número que  tende a crescer já que, de acordo com a organização do movimento, os contatos com as entidades do movimento social tem crescido. “Este ano, o foco na paralisação exclusiva de mulheres está maior e com maior visibilidade. Estamos nos reunindo com sindicatos para discutir a paralisação das mulheres no 8 de março, propondo assembleias pra discutir as atividades e temos percebido ótima aceitação”, relata Lucimara Reis representante do Fórum.

AMAC paralisa

No dia  22 de fevereiro, o Fórum esteve presente à assembleia da AMAC, onde além do apoio às questões específicas, houve uma deliberação unânime pela paralisação das atividades no dia 8 de março. Estão ainda em organização a promoção de  debates, panfletagens em escolas, feiras livres e Universidade Federal de Juiz de Fora


Fórum 8M/JF – Foto Márcia Carneiro

Data é Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadoras

O ANDES-SN divulgou nesta terça-feira, 20 de fevereiro, a Circular 31/18 na qual reafirma a importância de participação da categoria docente nas mobilizações do Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadoras em 8 de março. “Tendo em vista a luta internacional das mulheres por direitos e contra todas as formas de violência direcionadas a elas e o combate às pautas conservadoras, a Diretoria do ANDES-SN orienta às seções sindicais e secretarias regionais a participarem das atividades e a construírem essa importante agenda na luta contra as opressões”, afirma a circular, ressaltando a relevância do Sindicato Nacional estar presente nos atos em diversos estados e cidades do país para fortalecer a luta em defesa da vida e dos direitos das mulheres. Confira aqui a Circular 31/18. 


O Fonasefe e o Fonacate também deliberaram pela participação dos servidores públicos nas manifestações que serão realizadas nos estados. A CSP-Conlutas convocou todas as entidades e movimentos filiados a enviarem esforços para a construção da data.