APES e ANDES repudiam ação violenta contra professores e professoras do Sind-Rede/BH

  • Post author:
  • Post category:noticias

A APES e o ANDES-SN se solidarizam aos professores e professoras do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte e repudiam a repressão violenta da manifestação docente conduzida pelos agentes da guarda municipal.

De acordo com o Sind-Rede/BH, no dia 25 de março, os trabalhadores e as trabalhadoras em Educação estavam realizando manifestação pacífica em frente à Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, quando foram agredidos pela guarda municipal. Segundo o sindicato, com a chegada do prefeito Alexandre Kalil ao local, a guarda municipal reduziu o espaço destinado aos e às docentes, que realizaram um cordão de isolamento para se protegerem.

Diante disso, a tropa de choque da guarda municipal iniciou uma série de repressões contra os professores e professoras, com bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e cassetete.O professor Wanderson Rocha, dirigente da Central CSP-Conlutas, foi hospitalizado devido às agressões.

Leia nota do ANDES aqui

GREVE 

Os trabalhadores em Educação da Rede Municipal de Belo Horizonte estão em greve desde o dia 16 de março. A categoria reivindica o reajuste salarial de 33%, para que os salários sejam equivalentes ao piso salarial federal.

Docentes em assembleia na porta da Prefeitura de BH votam pela continuidade da greve.