APESJF quer questionar reajuste de alguns docentes

  • por

Docentes da ativa e aposentados com posição na Carreira de Magistério Superior Adjunto 4  e na Carreira de EBTT D III-4, com mestrado e Dedicação Exclusiva, tiveram uma surpresa desagradável quando, ao receberem o salário de março, pago em abril, perceberam que não houve reajuste na Retribuição por Titulação (RT). A confusão foi ainda maior quando a UFJF errou ao aplicar a RT de Associado I aos professores Adjunto 4 da Carreira do Magistério Superior e de D IV-1 aos professores D III-4 da Carreira EBTT. Ao corrigir o erro, a Instituição fez o desconto da primeira parcela no mês seguinte, gerando reclamações dos docentes. A APESJF levará o assunto à próxima reunião do Setor das Federais em Brasília nos dias 24 e 25 de maio. A questão é saber qual a realidade por trás do reajuste zero. Se houve algum erro do ministério à época da confecção das tabelas, ou se realmente o índice consta do acordo assinado em 2012.

“Nós sabíamos das perdas salariais e da desestruturação da carreira advindas do simulacro de acordo de 2012, por isso o ANDES não assinou. Mas vamos levar o assunto ao Sindicato Nacional e ao Ministério”, afirma Paulo César Sousa Ignácio, Presidente da APESJF.