APESJF realizou audiência com Reitor da UFJF

  • por

A direção da APESJF esteve reunida com o Reitor Henrique Duque na segunda feira, 01 de abril, para tratar de questões gerais referentes à Progressão na carreira do Magistério Federal após a nova lei; a Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD); e Concursos.
A APESJF defendeu junto à reitoria que, enquanto não for baixado o ato ministerial que irá dispor sobre as diretrizes de avaliação de desempenho para fins de progressão, que sejam aplicadas aquelas adotadas pela UFJF tanto para o Magistério Superior quanto para a carreira de Ensino Básico Técnico e Tecnológico. Ainda sobre a progressão, foi levantada a questão do sistema de Reconhecimento de Saberes e Competências que tratará da equiparação da Retribuição por Titulação dentro da carreira de EBTT e que ainda necessita de regulamentação. Sobre isso o reitor disse que a questão ainda será tratada pela UFJF.
Os docentes também levantaram o debate sobre a composição e detalhamento das atribuições da CPPD, agora que ela passa a ser obrigatória em todas as IFE. A APESJF afirmou compreender que essa comissão deve respeitar a dimensão do trabalho docente e a avaliação não deve ser de caráter produtivista.

Concursos

Sobre os concursos, cujos editais foram cancelados por conta da nova lei, o reitor informou que está sendo estudada a adequação dos editais. Além disso, os docentes solicitaram que se mantivesse um canal aberto e direto entre o sindicato e a Pro Reitoria de Recursos Humanos. Henrique Duque respondeu positivamente e pediu que quando fosse necessária uma audiência com a ProRH que também fosse feita a solicitação de uma reunião conjunta com ele.
Para a professora Clarice Cassab, durante a audiência foi possível apresentar as preocupações do sindicato sobre as mudanças trazidas com a nova lei e as possíveis dificuldades que os docentes poderão enfrentar. “Com esta audiência foi iniciado um diálogo com a administração superior no momento inicial da aplicação da nova lei. A APESJF entende que outras reuniões serão ainda necessárias para que todas as questões relativas aos pontos tratados possam ser sanadas sem prejuízo aos docentes da UFJF”