APESJF realizou audiência com reitor da UFJF

  • por

Os professores Paulo César Ignácio e Amanda Chaves, representantes da diretoria da APESJF estiveram em audiência com o Reitor da UFJF, Henrique Duque, para tratar demandas docentes que constam da atualização da pauta local de reivindicações, com destaque para os problemas apresentados pelo campus avançado de Governador Valadares, entre outros assuntos. Os pontos levantados tiveram origem na pesquisa feita pela APESJF sobre condições de trabalho docente na UFJF

Campus avançado de Governador Valadares

A APESJF evidenciou ao reitor as reclamações dos docentes daquele campus que sentem dificuldades de comunicação com a Administração Superior para a solução de problemas locais. Duque disse que iria se empenhar em melhorar a comunicação, inclusive indo uma vez por mês ao campus.  Com relação à falta de estrutura e espaço, o reitor afirmou estar providenciando o aluguel de salas próximas ao Campus e reconheceu que existirão dificuldades a partir de março, quando as aulas práticas de alguns cursos terão início.  Afirmou que o novo campus de Governador Valadares já tem um projeto para a obra e  que esta não teve início em virtude de uma denúncia de uma empresa, o que levou o  Tribunal de Contas da União a paralisar o processo. Ele afirmou estar se empenhando na solução deste problema. Garantiu ainda que já conseguiu levar o telefone e a internet ao campus avançado.

Atestados e exames

Os docentes de Governador Valadares  também questionaram sobre a necessidade de virem a Juiz de Fora no caso de terem que realizar os exames admissionais ou apresentarem atestados de saúde. O reitor orientou que os atestados dos docentes devem ser validados pela UFJF, não sendo preciso vir a Juiz de Fora enquanto estiverem doentes e que essa validação pode ser feita em outro momento. Outro ponto levantado foi a falta de autonomia dos coordenadores de curso do campus avançado, que necessitam da aprovação de Juiz de Fora para cada ação que tomam. Duque respondeu ser esse um problema da alçada das Unidades e que não pode intervir na autonomia delas.

Plano de Saúde UNIMED/UFJF

Com relação ao Plano de Saúde  da UNIMED, o reitor afirmou que a UFJF deverá abrir licitação para a contratação de empresa interessada na prestação deste serviço e garantiu que a Comissão de Saúde será convocada para discutir a questão.

Vagas Docentes

Com relação ao déficit de vagas docentes, o Reitor informou que fez uma solicitação às unidades que apresentassem suas demandas e que faria esforços para sanar a situação antes de terminar sua gestão.

Segurança no Campus

Com relação às preocupações com a segurança, o reitor relatou que a Universidade vai fazer investimentos na iluminação do campus, na melhoria da vigilância, na reforma no anel viário e promove, atualmente, estudos junto à prefeitura para a solução dos problemas do trânsito.

APESJF está atenta

O presidente da APESJF, Paulo Ignácio considerou positiva a audiência, mas ressaltou a necessidade da mobilização docente  no sentido de continuar cobrando melhores condições profissionais  na defesa da educação e do trabalhador docente. “Levamos as reivindicações locais ao reitor no sentido de melhorar as condições de trabalho docente já muito precarizadas pela conjuntura política atual e estaremos atentos aos compromissos firmados no encontro. O sindicato deverá estar atuante no sentido de cobrar da Reitoria o cumprimento das promessas feitas durante a audiência”.
A APESJF fez ainda um pedido de informação à Administração Superior sobre dados da UFJF para atualizar  a Pauta Local de Reivindicações. O conteúdo desta solicitação pode ser acessada no link abaixo.Clique aqui para baixar o ofício entregue ao Reitor

Clique aqui para ler a pauta da reunião