Assembleia discute conjuntura, cortes, PROQUALI e cursos obrigatórios

  • Reading time:2 mins read

 

Professores e professoras do IF Sudeste MG e da UFJF se reuniram em assembleia na sede da APES, na quinta feira, 18 de junho. O professor Márcio Antônio de Oliveira fez a análise de conjuntura, traçando o cenário difícil, de cortes de orçamento na educação, na linha das políticas neoliberais em voga nacional e internacionalmente, indicando a necessidade dos docentes se manterem mobilizados, sem descartar nenhum tipo de luta. Uma nova assembleia ficou marcada para a próxima quarta feira, dia 24 de junho, às 17h, na sede da APES, tendo como pauta a paralisação dos Servidores Públicos Federais no dia 25 de junho, a elaboração da Pauta Local de Reivindicações e os cursos obrigatórios durante o Estágio Probatório, além da avaliação do movimento docente.
O professor Joacir Teixeira de Melo prestou informes sobre a formação do Comitê em Defesa da UFJF e do IF Sudeste MG, composto por docentes, TAE e estudantes, com reunião marcada para próxima segunda feira. Os cortes no orçamento da UFJF e do IF Sudeste MG foram alvo de debates, com informes sobre a questão do PROQUALI, feitos pela professora Gisele Moreira. A assembleia discutiu também sobre a obrigatoriedade dos cursos para professores que estão em estágio probatório, apontando que é necessário que a Administração Superior preste melhores esclarecimentos sobre a questão.

CARTAZ ASSEMBLEIA 24 JUNHO 2015 web