Ato em Juiz de Fora: Marielle Franco, Presente!

  • Reading time:3 mins read

A APES convoca a categoria para o ato em protesto ao assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL – Rio de Janeiro). A manifestação acontecerá hoje, quinta-feira, às 17:30h, no Parque Halfeld, e se une a diversos eventos que acontecerão no país.

Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram executados a tiros na noite desta quarta-feira, 14 de março, ao saírem do evento “Jovens Negros Movendo as Estruturas”, na Lapa.

Marielle era ativista dos direitos humanos, foi a quinta vereadora mais votada no Rio de Janeiro e era uma das vozes mais atuantes na denúncia do estado de exceção nas periferias e favelas do Rio de Janeiro.

 

 

 

 

Nota da Diretoria do ANDES-SN sobre o assassinato de Marielle Franco

A Diretoria do ANDES-SN lamenta profundamente a morte da vereadora Marielle Franco, do PSOL do Rio de Janeiro, que foi brutalmente assassinada na noite desta quarta-feira, dia 14 de março, ao sair de uma atividade política no centro da cidade. Manifestamos também imenso pesar pelo assassinato de Anderson Pedro Gomes, trabalhador que estava conduzindo o veículo que transportava a vereadora no momento que foi violentamente atacada. Colocamo-nos, solidariamente, ao lado de seus familiares, amigas e amigos, neste momento de muita dor e pesar.
Marielle Franco, mulher, negra, jovem moradora da Favela da Maré, estava sempre ao lado das trabalhadoras e trabalhadores, construindo resistências e esperanças em seus corajosos enfrentamentos contra diversas formas de opressão. Sua atuação política inspirava a juventude carioca, que se via reconhecida em sua luta, em sua cor e em sua potência feminista.
A luta pelos direitos humanos, incluindo a denúncia da violência policial no estado do Rio de Janeiro, era uma das bandeiras empunhadas por Marielle Franco, e o ANDES-SN manifesta grande preocupação a respeito desta tragédia, que ocorre no momento em que há um aumento da militarização do estado do Rio de Janeiro, o qual se encontra sob autoritária intervenção das forças armadas. Assim como as lutas encampadas pelo ANDES-SN sempre encontravam com Marielle pelas ruas da cidade, o nosso luto por Marielle deverá ser transformado em resistência e luta em sua homenagem e respeito.
O assassinato de Marielle representa também o extermínio da população negra, das mulheres e moradoras de favela.
Não vão nos calar! Por Marielle e todas as mulheres negras, pobres e faveladas que são exterminadas pela quadrilha no poder a serviço do capital.

 

Marielle, presente!
Anderson, presente!
#MariellePresente #AndersonPresente