Cenário nacional indica problemas no cumprimento acordo ANDES/MPOG

  • por

Atrasos no Congresso devem impedir recomposição a partir de março
Reuniões com o governo sobre nova carreira estão paralisadas

Os professores das Instituições Federais de Ensino (IFE) devem ficar atentos e prontos para a mobilização da categoria frente às dificuldades no quadro nacional, no que se refere às garantias obtidas no último acordo emergencial assinado com o governo em agosto de 2011. As oficinas, que deveriam apresentar uma nova proposta de carreira para o magistério federal em 30 de março, foram canceladas pelo governo em fevereiro e até o momento não há previsão de retorno. Mesmo o percentual de 4%, que deveria ser pago em abril, está ameaçado por atrasos no Congresso Nacional. Este atraso significa poucas chances de pagamento retroativo.

Histórico

O processo de interlocução com o governo federal iniciado em agosto de 2010 foi marcado pela protocolização, junto ao ministério de proposta de projeto de lei, aprovada por unanimidade no 30º Congresso do ANDES, passando pela assinatura do acordo em 26/08 de 2011, com o compromisso governamental de conclusão em 30/03/2012.

Fonte: APESJF