Coletivo 8M entrega Medalha Rosa Cabinda a mulheres lutadoras – APES debate paralisação no dia 8 de Março – ANDES-SN convoca todos à participação

  • Reading time:3 mins read

A APES realiza assembleia no dia 06 de março visando, entre outros assuntos, discutir a paralisação das atividades docentes na UFJF e no IF Sudeste MG no dia 08 de março em manifestação de apoio à luta das mulheres. A novidade desse ano na comemoração do dia internacional da mulher na cidade fica por conta da entrega da Medalha Rosa Cabinda a 25 de mulheres que militam no movimento feminista, em suas áreas profissionais, mas que também lutam no dia a dia para criar filhos, sobreviver e trabalhar numa sociedade predominante machista e opressora. A entrega se realiza no dia 07 de março na Câmara Municipal e o nome da Medalha homenageia uma escrava que pertencia a Henrique Halfeld. Ela tentou comprar sua alforria e teve que entrar na justiça para conseguir a liberdade diante da recusa de seu senhor. “A medalha é uma contraposição àquela institucionalizada pela Câmara que tradicionalmente é entregue a homens”, explica Lucimara Reis do Movimento 8M, Fórum de Coletivos Feministas e Entidades do Movimento Social de Juiz de Fora. No dia da entrega, o grupo Advance deverá fazer uma coreografia contando a história de Virginia Wolf.

Como já noticiado no no último SemanAPES On Line, o 8M/JF, está organizando uma série de atividades para marcar a luta das mulheres que inclui panfletagem na Rua Halfeld no dia 03 de março, na Feira da Avenida Brasil no dia 04 de março e a Marcha das Mulheres no dia 08 de março. A concentração para a marcha está marcada para 17h na Praça da Estação, indo até as escadarias do Cine Theatro Central, onde artistas mulheres da cidade apresentarão sua militância em forma de arte.”Estamos também em contato com sindicatos e movimentos sociais para organizar a paralisação de diversas categorias para possibilitar a presença das mulheres na Marcha”, explica Lucimara.

 

Data é Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadoras

O ANDES-SN divulgou nesta terça-feira, 20 de fevereiro, a Circular 31/18 na qual reafirma a importância de participação da categoria docente nas mobilizações do Dia Internacional de Luta das Mulheres Trabalhadoras em 8 de março. “Tendo em vista a luta internacional das mulheres por direitos e contra todas as formas de violência direcionadas a elas e o combate às pautas conservadoras, a Diretoria do ANDES-SN orienta às seções sindicais e secretarias regionais a participarem das atividades e a construírem essa importante agenda na luta contra as opressões”, afirma a circular, ressaltando a relevância do Sindicato Nacional estar presente nos atos em diversos estados e cidades do país para fortalecer a luta em defesa da vida e dos direitos das mulheres. Confira aqui a Circular 31/18. 


O Fonasefe e o Fonacate também deliberaram pela participação dos servidores públicos nas manifestações que serão realizadas nos estados. A CSP-Conlutas convocou todas as entidades e movimentos filiados a enviarem esforços para a construção da data.