Confira nota do ANDES-SN em apoio à recusa dos docentes da UFMS em voltar às aulas em regime híbrido

  • Reading time:3 mins read

O ANDES-SN divulgou, nesta quinta-feira, nota em apoio à deliberação da Assembleia Docente da ADUFMS contra o retorno das atividades presenciais em regime híbrido.

Acompanhe

NOTA DA DIRETORIA NACIONAL DO ANDES-SN EM APOIO À DELIBERAÇÃO DA ASSEMBLEIA DOCENTE DA ADUFMS CONTRA O RETORNO DAS ATIVIDADES PRESENCIAIS EM REGIME HÍBRIDO

Na última semana, docentes, servidores e servidoras técnico(a)- administrativo(a) educacionais, terceirizados, terceirizadas e estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) foram surpreendido(a)s com a decisão, da Reitoria da UFMS, de retomada das atividades em regime híbrido – ou seja, com atividades presenciais –, programada para 15 de março de 2021.

A decisão chega às raias do absurdo, sobretudo tendo em conta que o rastro de morte da COVID-19 avança de forma ainda mais violenta do que em qualquer outro momento da pandemia, e tendo em conta que a nova cepa – mais contagiosa e com letalidade ainda mais acentuada – se dissemina do país.

É uma medida que vem na contramão do movimento que clama pela realização de um lockdown nacional, acompanhado de um auxílio emergencial condizente com as necessidades materiais dos trabalhadores e das trabalhadoras e que se respalda na ciência e nas orientações das instituições públicas de saúde. Sem vacina para todas e todos, o retorno presencial das atividades nas escolas, universidades, institutos e CEFET é a porta aberta para aprofundar a catástrofe que se vive no Brasil.

Em assembleia organizada pela ADUFMS, o conjunto do(a) professorado(a) da Universidade decidiu pela impossibilidade de retorno às atividades presenciais enquanto perdurar a pandemia, decisão esta que não só expressa nas deliberações do ANDES-SN, como também é condição de segurança e existência indispensável a todas e todos que trabalham e que circulam na cidade.

Desse modo, a Diretoria do ANDES-SN expressa toda solidariedade à comunidade da UFMS e à decisão soberana da assembleia da ADUFMS, que deve ser respeitada enquanto meio de salvaguarda da vida não só dos professores e das professoras da UFMS, como também de todas e todos nas cidades em que a universidade mantenha atividades. Uma vez mais, retorno de atividades presenciais, apenas com imunização generalizada!

Vacina para todas e todos, já!

Lockdown nacional mediante renda digna para a classe trabalhadora!

Fora Bolsonaro e Mourão! Brasília(DF), 17 de março de 2021