Consu convoca reunião para debater retorno presencial da UFJF

  • Post author:
  • Post category:noticias

APES aponta o curto prazo para o debate com a base

O Consu da UFJF enviou uma convocação nesta quarta-feira, 8 de setembro, para uma reunião extraordinária do Conselho Superior da UFJF a ser realizada de forma remota nesta sexta, 10 de setembro, às 8:30 da manhã. A pauta única é: Análise e deliberação sobre atividades presenciais relativas ao ensino de graduação para o segundo semestre de 2021 na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

O curto prazo entre a convocação e a data de realização do encontro impossibilita a APES de convocar uma assembleia para debater um tema de fundamental importância e impacto direto sobre a categoria docente e toda a comunidade acadêmica da UFJF. Em diversas assembleias docente realizadas pela Apes, e em diferentes instâncias do Andes sindicato nacional, esse tema tem sido recorrente e o debate estabeleceu alguns eixos fundamentais para a volta das atividades presenciais como: a preservação da vida,  que passa pela ampla vacinação da população; por condições de trabalho e sanitárias adequadas; pela defesa da construção democrática nas instituições do processo de retorno, envolvendo os protocolos sanitários, adequações de infraestrutura,  planejamento acadêmico,  etc.; e a manutenção da qualidade, do caráter inclusivo e social da educação. Nesse sentido, as deliberações de assembleias foram contrárias à volta das atividades presenciais até o presente momento.

A convocação da reunião se deu no mesmo dia em que a Prefeitura Municipal de Juiz de Fora deliberou pelo retorno das aulas presenciais. Como divulgado pela PJF, “Os alunos da educação infantil retornam presencialmente a partir do próximo dia 27 de setembro, seguidos do ensino fundamental I e Ensino de Jovens e Adultos (EJA), no dia 4 de outubro. No dia 11 de outubro, é vez do ensino fundamental II e ensino médio. O último grupo será dos alunos do ensino superior, no dia 18 de outubro”. 

 “Nossa diretoria, respeitando a história da Apes, tem em primeiro lugar o compromisso com a construção pela base e com a democracia. Dessa forma, apesar de termos deliberação contrária ao retorno presencial das atividades nesse momento da pandemia, agravada ainda pelos cortes orçamentários nas instituições, o que traz precarização das condições de trabalho e do ensino oferecido, entendemos que esse debate deveria ser realizado novamente em assembleia. Dessa forma, é preciso questionar o procedimento, que tem sido recorrente, de convocações de reuniões do Consu da UFJF sem o devido tempo para o amplo debate, com pautas fundamentais para a instituição” – disse Augusto Cerqueira, presidente da Apes.