Docentes da rede municipal de JF entram em greve

  • por

Após a paralisação nacional de docentes em defesa do cumprimento da lei do piso, realizada nos dias 23, 24 e 25, professores e professoras da rede municipal de ensino de Juiz de Fora resolveram entrar em greve por tempo indeterminado, após reunião realizada nesta quinta feira, 25, com a Prefeitura Municipal. As propostas da PJF foram rejeitadas pela unanimidade dos mais de 800 professores que compareceram à assembleia.
Aparecida Oliveira Pinto, coordenadora do Sinpro-JF, explica que a prefeitura não apresentou nada de concreto em relação às reivindicações dos docentes que já haviam aprovado este indicativo nas assembleias anteriores.
Uma das reinvindicações era que, para se adequar à lei do piso, a prefeitura deveria regulamentar a jornada de um terço para atividades extraclasse, o que a PJF prometeu apenas para 2014.

Com as perdas salariais acumuladas, os docentes indicam a necessidade de reposição de 14,74% ao que a PJF afirmou conceder reajuste linear a ser anunciado posteriormente, sem, no entanto, indicar números.
Uma nova assembleia será realizada na próxima quinta-feira, 2 de maio, às 14h, no Teatro Pró-Música, mas a categoria, que passou a sexta feira 26 de abril no calçadão colhendo assinaturas de apoio da população, pretende ser recebida pela prefeitura antes disso.