Docentes denunciam problemas no Instituto Federal do Amapá

  • por

No último domingo (24), a Seção Sindical dos Docentes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá, Campus Laranjal do Jari – Sindifap – divulgou carta aberta à comunidade do Vale do Jari sobre a situação precária em que se encontra a instituição federal de ensino do estado.

No que diz respeito à infraestrutura, os problemas estão relacionados à estrutura acadêmico-pedagógica, à política de gestão do campus e na relação institucional com a comunidade acadêmica e sindicatos.

Entre os principais pontos denunciados pelo Sindifap estão:

– Falta de apoio e infraestrutura para pesquisa de campo e laboratórios para os cursos técnicos oferecidos;

– falta de livros didáticos para todos os alunos;

– falta de internet no campus para toda a comunidade acadêmica;

– falta de lanchonete para alunos e servidores;

– não entrega de certificados/diplomas aos alunos que já concluíram cursos no Ifap;

– proibição da atuação sindical dentro da instituição;

– perseguição aos diretores e presidentes da Seção Sindical do ANDES-SN dentro da instituição por ter denunciado possíveis irregularidades ao Ministério Público Federal (MPF);

– proibição da criação de um grêmio estudantil no Ifap.

“O Sindifap não pode se calar diante de toda essa situação de caos e convoca toda a sociedade do Vale do Jari a exigir uma educação pública de qualidade, por uma gestão transparente, eficiente e democrática; por eleições diretas para reitor e Direção Geral do Ifap campus Laranjal; e, finalmente, por um Instituto aberto e parceiro da comunidade do Vale do Jari, dos seus alunos, professores e servidores em geral”, afirma o documento. (Confira aqui a íntegra da nota).

 

* Com informações do Sindifap

Fonte: ANDES-SN