Eleições na APES se realizam no final de Fevereiro

  • Reading time:5 mins read

Veja outras deliberações da assembleia

Professores e professoras da UFJF e do IF Sudeste MG, reunidos em assembleia virtual, no final da tarde de quarta-feira, 25 de novembro, aprovaram a realização de eleições telepresenciais para a nova diretoria da APES, marcadas para o final de fevereiro de 2021, com posse da nova diretoria em março. Nova assembleia foi marcada para o 4 de dezembro às 16h, tendo como pauta o Regimento Eleitoral e a Junta Eleitoral e Apuradora. O Conselho de Representantes deve se reunir no dia 02 às 17h com o mesmo tema.

A última assembleia havia prolongado o mandato da atual gestão até março de 2021, por conta das dificuldades impostas pela crise sanitária, e a assembleia de ontem deveria avaliar o quadro. A proposta da eleição telepresencial foi formulada por uma comissão formada dentro do Conselho de Representantes, com o apoio da assessoria jurídica do sindicato, que se debruçou sobre a questão.

O professor Rubens Luiz Rodrigues falou na assembleia em nome desta comissão e disse que a condição de isolamento imposta pela pandemia, aliada ao sucesso do processo eleitoral do ANDES-SN influenciou na formulação da proposta e que já foram realizados contatos com a empresa para verificar custos e as possibilidade do uso da tecnologia na eleição da APES.

Ensino Remoto Emergencial é alvo de críticas

Em meio a muitas críticas ao Ensino Remoto Emergencial, atualmente em vigor tanto no IF Sudeste MG quanto na UFJF, os docentes aprovaram uma série de ações visando ampliar o debate nas instituições sobre as consequências do ERE para a qualidade da educação e a saúde tanto de docentes quanto de estudantes.

Durante o debate, o professor Augusto relatou as informações, colhidas na base, a respeito das experiências com o Ensino Remoto. Ficaram evidentes os problemas apresentados pela intensificação do trabalho docente, agravados pela impossibilidade do controle do horário de trabalho; a precarização das condições de trabalho, custo alto de equipamentos, consumo de energia elétrica, problemas com ergonomia; os problemas de relacionamento entre estudantes e docentes, os danos para saúde psicológica e a impossibilidade de se estabelecer relação de ensino por meio digital, devido ao alto grau de desumanização do ERE. Tudo isso afetando negativamente o ensino e a saúde do todos os envolvidos.

Professores e professoras, presentes à assembleia, puderam também contar suas experiências com o ERE

Veja abaixo as propostas aprovadas

• Produção de material específico para a categoria

 • Enviar carta ao ANDES-SN sobre a Portaria 983 de 18 de novembro de 2020

• Solicitar reunião com as administrações da UFJF e IF Sudeste MG sobre o ERE

• Propor Reunião da Intersindical

• Manter o acompanhamento jurídico sobre Portaria 983

• Carta aos candidatos a administração do IF

• Intensificar o divulgação do questionário

• Conversar com direção e coordenação do João XIII sobre o incidente ocorrido

• Construção de reunião ampliada com EBTT na segunda semana de dezembro

• Sugerir ao ANDES-SN a produção de materiais denunciando o adoecimento discente e docente

CONAD extraordinário

A assembleia aprovou o nome da professora Marina Barbosa como delegada da APES no 10º CONAD Extraordinário, que se realiza em 1º de dezembro de forma virtual e terá como única função dar posse à nova diretoria do sindicato. Os professores Augusto Cerqueira e Leonardo Andrade foram indicados como observadores.

A assembleia contou ainda com informes das ações realizadas pela APES e ANDES-SN desde a última assembleia e as ações de comunicação do sindicado. As informações haviam sido enviadas na parte da manhã para o email dos sindicalizados via InformAPES e também publicados nas redes sociais da APES. A professora Marina fez a análise de conjuntura.