Estudantes e docentes protestam contra fim de turmas

  • por

Professores, estudantes e movimentos sociais realizaram uma manifestação no dia 12 pelas ruas do centro de Juiz de Fora  parar pressionar o governo estadual a revogar a resolução 2442/2013, que impede que escolas abram turmas noturnas no ensino médio para alunos que não apresentem carteira assinada.
A professora Victória Mello, do Sind-UTE explica que a exigência não corresponde à realidade da grande maioria dos jovens trabalhadores, pois os patrões não querem assinar carteira. “Com isso eles, além de não terem direitos trabalhistas garantidos, ainda terão que ficar fora da escola”.
A resolução está causando também problemas entre os trabalhadores em educação pois diminuindo número de turmas, diminui também número de professores e outras funções na escola. “Os que são efetivos ficam excedentes, são remanejados para outras escolas e têm suas vidas alteradas. Os contratados temporários são demitidos”.
Outra consequência negativa é que os alunos que podem mudar para o turno da manhã ou tarde estão superlotando as salas de aula. “Estamos fazendo pressão política por meio de denúncias na imprensa, manifestações e reuniões com a Secretaria Regional de Educação. Estamos pensando em procurar também o  Ministério Público ou a promotoria da infância e juventude”, avisa.