Governo nega reajuste aos SPFs

22/07/11


Por Renata Maffezoli
ANDES-SN

Os servidores públicos federais (SPF) enfrentaram nesta quinta-feira (21/7) mais uma reunião infrutífera com o Ministério do Planejamento (MP), na tentativa de fazer avançar as negociações da pauta geral protocolada pelo Fórum de Entidades dos Servidores Federais, em fevereiro de 2011.

Durante a reunião, o secretário de Relações Sindicais do MP, Duvanier Paiva, deixou claro que o governo não irá atender às reivindicações gerais e irá apenas negociar as pautas específicas apresentadas pelas diferentes categorias dos SPF.

“Duvanier declarou com todas as letras que o reajuste geral será zero. Pior, nem fala a respeito de 2011, mas já de 2012. Disse também que não vai discutir reajuste, nem política salarial na mesa com o fórum de entidades”, relatou o 1º vice-presidente do ANDES-SN, Luiz Henrique Schuch, que participou da reunião no MP.

Ainda segundo o diretor do ANDES-SN, o representante do MP não apontou com quais parâmetros o governo vai tratar as pautas específicas, esquivando-se de definir um montante financeiro e também os critérios para a negociação.

Construção da greve
Em reunião que antecedeu o encontro no MP, os representantes das entidades que compõem o Fórum indicaram a necessidade de construção de uma greve dos servidores federais para agosto, caso o governo viesse protelar mais uma vez a negociação.

Indignados com a negativa do governo em tratar das reivindicações gerais, os representantes do SPF já agendaram um encontro para segunda-feira (25/7), para avaliar de forma mais aprofundada o resultado da reunião com Duvanier e traçar um panorama de ações imediatas, com possível paralisação a partir do próximo mês.