MEC pretende ampliar EAD nas universidades

  • Reading time:2 mins read

Leia nota do ANDES sobre GT instituído pelo Ministério

Em nota publicada nesta segunda-feira, 26 de outubro, o ANDES-SN chamou a atenção para a instituição, pelo MEC, de um “grupo de trabalho com a finalidade de subsidiar a discussão, a elaboração e a apresentação de estratégias para a ampliação da oferta dos cursos de nível superior, na modalidade de educação a distância- EaD, nas Universidades Federais”. O grupo foi instituído pela portaria nº 434/2020 publicada no dia 22 de outubro.

Em um momento tão dramático colocado pela pandemia, governos “impuseram aulas remotas, desconsiderando todo nível de desigualdade social, territorial e tecnológico existente na sociedade brasileira”, ao invés de buscar estabelecer mecanismos democráticos de funcionamento parcial das IES, sem colocar em risco a saúde física e mental da comunidade acadêmica.

Agora, o governo federal atual, aliado das grandes corporações privadas que atuam no setor de educação privada, procura formas de transformar o ERE em política permanente.

“Reafirmamos nosso princípio por uma educação pública, gratuita e de qualidade social, considerando que quaisquer outras medidas e usos tecnológicos de plataformas digitais educacionais só podem ser adotados como suportes, nunca em substituição à educação presencial”, afirma a Diretoria do ANDES-SN.

Leia a nota na íntegra aqui