MST sofre com ameaça de despejo. APES e SINTUFEJUF visitam acampamento nesta quarta para doação de alimentos

  • Reading time:2 mins read

 APES e SINTUFEJUF visitam acampamento nesta quarta para doação de alimentos

Nesta quarta-feira, representes da APES e do Sintufejuf realizam uma visita ao Acampamento do MST, Gabriel Pimenta, para levar doações aos moradores do local. As 30 famílias que ocupam atualmente a Fazenda Capão da Onça, no município de Antônio Carlos -MG,  sofrem a possibilidade de serem despejadas a qualquer momento.

A área com pouco mais de 290 hectares estava improdutiva. Porém, uma ordem de despejo foi marcada para hoje, 19 de novembro. Apesar da ação não ter sido efetivada, a decisão se mantém e o movimento permanece em estado de alerta.  Segundo informações divulgadas pelo MST, o conflito está em negociação na Mesa de Diálogo. Por isso, a direção do movimento entende que a ação é arbitrária, ilegal e abusiva.

A diretora da APES, professora Raquel Portes, destaca que, no final do ano passado, nessa mesma época, este grupo foi despejado do município de Coronel Pacheco.  Naquele momento, o acampamento abrigava cerca de 300 famílias, que foram obrigadas a deixar o local entre dezembro e janeiro, e se dividir em dois novos acampamentos. “Desmontar toda a estrutura e realizar a mudança para um novo local em época de chuvas torna a situação ainda mais dramática. Além de ter que deixar para trás tudo o que já tinham plantado, as famílias passarão a época do Natal completamente desestabilizadas.”

A APES e o Sintufejuf estão solidários à questão, e mantém a campanha de doações para as famílias do MST.