APES publica Nota de repúdio contra MP 979/2020 que trata da designação de reitores

  • Reading time:2 mins read

Nota de repúdio contra MP 979/2020

A diretoria da APES repudia veementemente a publicação da Medida Provisória 979, de 9 de junho de 2020, do governo Bolsonaro, que prevê a designação de dirigentes pro tempore para as instituições federais de ensino enquanto durar a pandemia.

A ação é mais uma das estratégias desse governo de ferir as decisões autônomas das comunidades nos seus processos de escolha de dirigentes. Ação deliberada do governo já havia sido sinalizada na Medida Provisória 914/2019 que expirou nesta terça-feira, dia 2 de junho de 2020. Tais iniciativas atacam os princípios democráticos, caros a sociedade brasileira.

Isto reforça a posição do governo em interferir na autonomia das instituições, além de prover cargos para os seus seguidores, sob o pretexto de organizar as instituições na duração da pandemia. A tática é a permanente guerra ideológica contra a liberdade de ensinar e aprender, e contra a autonomia da comunidade acadêmica nas Ifes. Delineando mais uma vez o caráter anticienficista e autoritário do governo Bolsonaro.

Leia aqui também a NOTA DA DIRETORIA DO ANDES-SN DE REPÚDIO A MP 979/2020 QUE TRATA DA INDICAÇÃO DE REITORE(A)S