O ANDES-SN divulgou, nesta sexta feira, Nota de Repúdio às declarações de Jair Bolsonaro

  • Reading time:2 mins read

NOTA DIRETORIA DO ANDES-SN DE REPÚDIO ÀS DECLARAÇÕES DE JAIR BOLSONARO

Em uma só semana, o governo Bolsonaro, que já demonstrou inúmeras vezes seu desprezo com a vida da população trabalhadora brasileira, atacando direitos e relativizando a gravidade da maior crise social e sanitária desde o pós-Segunda Guerra Mundial, comemorou a suspensão das pesquisas da vacina Sinovac, após decisão precipitada da Anvisa, e, em seu arroubo autoritário e preconceituoso, proferiu ofensas homofóbicas, quando indagado sobre a pandemia da COVID-19. Em um país dilacerado com aumento do desemprego e dos índices de pobreza e miséria, o presidente da República opta em manter sua agenda negacionista, anticiência e antitrabalhador. Consideramos que é de extrema urgência o empenho do Estado brasileiro, com apoio e incentivo a qualquer tipo de vacina que esteja dentro dos parâmetros técnicos aceitáveis pelos organismos de validação, independente da nacionalidade da vacina, pois são vidas que estão em jogo. É inadmissível que o presidente do país comemore a suspensão das pesquisas de qualquer vacina que possa ajudar no combate à COVID-19 Da mesma forma, é assustador que o governante máximo deste país utilize-se constantemente de ofensas homofóbicas, a exemplo do caso recente ocorrido no Maranhão, e agora, ao relativizar novamente a crise pandêmica, afirmando que não passamos de um país de maricas. Este é o mesmo presidente que disse que a pandemia não passava de uma gripezinha, assim como, em uma crueldade das mais vis, afirmar que todos um dia vão morrer. O ANDES-SN reafirma sua posição em defesa dos interesses da população trabalhadora brasileira, se colocando contra todas as invertidas anticiência, autoritárias e lgbtfóbicas do presidente da República. Brasília (DF), 12 de novembro de 2020 Diretoria Nacional do ANDES-SN