Professores identificam avanços no movimento grevista

  • por

Os professores da UFJF e do IF Sudeste MG, reunidos em assembleia na manhã desta sexta feira, constataram o resultado positivo da greve dos docentes das IFEs no momento em que o governo acena com o início das negociações.  Diante das reiteradas vezes em que o governo afirmou que não negocia com servidores em greve, a realização da reunião na próxima terça feira, em que o governo se dispôs a apresentar um esboço de proposta foi considerada um avanço do movimento.

As falas se direcionaram no sentido de afirmar a força da greve e da necessidade da
permanência da mobilização no intuito da defesa da proposta de carreira docente sugerida pelo ANDES-SN. Além disso, os docentes foram informados que o Conselho de Unidade da Faculdade de Engenharia aprovou, ontem, Moçao de Apoio à greve de professores e servidores TAEs da UFJF.

Seguindo as orientações do CNG, os docentes aprovaram a realização na próxima terça
feira, 19/06, de duas atividades de mobilização. Às 8h será entregue documento ao Reitor, contendo as reivindicações dos docentes. O objetivo é que a Reitoria o envie ao Ministério de Orçamento e Gestão durante a reunião com a representação do ANDES-SN. Em seguida, às 9h terá início o Seminário sobre Carreira, na sede da APESJF, com o objetivo de refletir sobre as diferentes propostas de carreira para os docentes e aprofundar a análise da proposta do ANDES-SN. Essas atividades compõem as atividades de Vigília no dia em que o governo promete apresentar um primeiro esboço de sua proposta de carreira.

A assembleia aprovou  o nome do Professor Paulo Cesar de Sousa Ignácio  para o Conselho Nacional do ANDES-SN (CONAD) , que se realiza de 21 a 24/06, em Panaíba-PI.

Com relação à Pauta Local de Reivindicações, os docentes deliberaram por marcar, junto ao Reitor, uma nova audiência para definição da agenda de discussão.

No que se refere à ação movida pelo Ministério Público que exige a retomada de algumas das atividades docentes, o professor Rubens Luiz Rodrigues, presidente da APESJF  informou que a assessoria jurídica do sindicato respondeu à Justiça Federal, obedecendo ao prazo de 72 horas para a resposta.

A próxima assembleia ficou marcada para quinta feira, dia 21, às 9h.