Representantes da APES irão a Brasília para mobilização contra a PEC 32

  • Reading time:2 mins read

A APES enviará a Brasília representantes para a mobilização contra a Proposta de Emenda Constitucional 32 da Reforma Administrativa. A intensificação das manifestações durante esta semana têm como objetivo barrar a aprovação da PEC 32 na Câmara. O texto-base da  Reforma Administrativa foi aprovado na última quinta-feira, 23 de setembro, na Comissão Especial da Câmara. Além das mobilizações em Brasília, é necessário que a base esteja engajada também nos ações de pressão aos parlamentares e nas redes sociais, para que a PEC 32 seja barrada no Plenário da Câmara.

A APES abriu chamada pública para levar representantes aos atos organizados pelo ANDES em conjunto com demais entidades representativas dos servidores e servidoras públicos. Os professores Leonardo Andrada e Lisleandra Machado irão representar a APES nas mobilizações contra a votação. Ambos partem para Brasília nesta tarde e permanecerão por lá até o dia 3 de outubro. No dia 2, os docentes também estarão presentes no ato Fora Bolsonaro. 

  A PEC 32 coloca em risco a estabilidade dos servidores públicos, possibilita a contratação de servidores temporários por até 10 para atuar na Saúde, Educação e Segurança Pública, áreas não consideradas carreiras típicas de Estado, abrindo brechas para indicações políticas, corrupção e cabides de emprego. Ademais, a PEC 32 dá aval para a redução salarial, extinção de cargos públicos e demissão de servidores considerados obsoletos.