Semana de mobilização tem debate e paralisação

  • por

A última Assembleia Geral da APESJF, realizada no dia 14 de agosto, deliberou pela adesão dos professores do IF Sudeste MG e da UFJF ao Dia Nacional de Paralisação, marcado para 30 de agosto. Haverá neste dia, um ato no calçadão da rua Halfeld à tarde, com concentração nas escadarias da Câmara Municipal. No dia 28, a Seção Sindical realiza debate sobre conjuntura nacional (veja cartaz abaixo).

O Dia Nacional de Paralisação foi convocado pelas centrais sindicais brasileiras após balanço positivo da última paralisação nacional no dia 11 de julho. A mobilização visa pressionar o Governo Federal e o Congresso Nacional a atenderem as reivindicações contidas na pauta unificada das centrais.

No último dia 6 de agosto, manifestações em todo o país, também organizadas pelas centrais sindicais, reivindicaram o arquivamento do PL 4330/2004, que amplia e consolida a terceirização. A pressão fez com que a votação do projeto de lei, que seria em agosto, fosse adiada para setembro. Na avaliação da CSP Conlutas, o adiamento foi uma grande conquista. A central reforça a importância do Dia Nacional de Paralisação para a luta contra o PL 4330/2004.

“Precisamos fortalecer a mobilização para realizar mais um grande dia nacional de paralisação em 30 de agosto, quando demonstraremos nossa insatisfação com as políticas dos governos em relação aos serviços essenciais como educação e saúde públicas e com os constantes ataques aos direitos dos trabalhadores”, afirma Marinalva Oliveira, presidente do ANDES-SN, em declaração ao site do Sindicato Nacional.

A APESJF-SSind convida os docentes para a mesa “Conjuntura nacional e os movimentos de rua” com os professores Victória Mello (CSP-Conlutas) e Luiz Antonio da Silva Peixoto (Filosofia/UFJF). O evento será realizado no dia 28 de agosto, às 18h, na sede da Seção Sindical.