Servidores realizarão grande Marcha em Brasília na quarta-feira (15)

  • por

A greve dos docentes das instituições federais de ensino continua forte e o momento agora é de pressionar o governo pela reabertura das negociações. Para fortalecer esse movimento, o Comando Nacional de Greve do ANDES-SN (CNG/ANDES-SN) deliberou participar da grande marcha a Brasília na próxima quarta-feira (15) e, também, das mobilizações que serão realizadas esta semana como forma de pressionar o governo.

Foi deliberado que na segunda  e na terça-feira, dias 13 e 14/8, serão realizados atos em frente ao Ministério da Educação (MEC) em defesa da reabertura das negociações. Além disso, os Comandos Locais de Greve deverão procurar deputados e senadores nos estados para argumentar em favor da reabertura das negociações, já que o governo decidiu unilateralmente assinar o acordo com uma entidade com pouca representatividade na categoria. Nesses contatos, será defendida a criação da Frente Parlamentar pela reabertura das negociações.

Entre os dias 13 e 14 deverá ser realizada nova rodada de assembleias, cujo resultado deve ser enviado ao CNG até às 20h do dia 14.

Marcha a Brasília
Na quarta-feira, dia 15 de agosto, os docentes das IFE deverão se juntar as demais categorias em greve e ao Comando Nacional de Greve dos Estudantes (CNGE) e realizar, em Brasília, uma nova marcha. Todos juntos para mostrar a indignação dos servidores públicos contra o desrespeito do governo com os servidores e o descaso com as políticas sociais.

“A greve continua forte, tanto que as assembleias apontam, de forma expressiva, a continuidade da nossa luta. Temos de, nesse momento, intensificar a mobilização e exigir que o governo reabra a negociação para tratar reestruturação da carreira com valorização salarial e melhorias nas condições do trabalho docente”, avalia a presidente do ANDES-SN, Marinalva Oliveira .

Leia, também, a avaliação política do CNG/ANDES-SN sobre o momento atual e os encaminhamentos para esta semana.

A greve dos docentes das instituições federais de ensino continua forte e o momento agora é de pressionar o governo pela reabertura das negociações. Para fortalecer esse movimento, o Comando Nacional de Greve do ANDES-SN (CNG/ANDES-SN) deliberou participar da grande marcha a Brasília na próxima quarta-feira (15) e, também, das mobilizações que serão realizadas esta semana como forma de pressionar o governo.

Foi deliberado que na segunda  e na terça-feira, dias 13 e 14/8, serão realizados atos em frente ao Ministério da Educação (MEC) em defesa da reabertura das negociações. Além disso, os Comandos Locais de Greve deverão procurar deputados e senadores nos estados para argumentar em favor da reabertura das negociações, já que o governo decidiu unilateralmente assinar o acordo com uma entidade com pouca representatividade na categoria. Nesses contatos, será defendida a criação da Frente Parlamentar pela reabertura das negociações.

Entre os dias 13 e 14 deverá ser realizada nova rodada de assembleias, cujo resultado deve ser enviado ao CNG até às 20h do dia 14.

Marcha a Brasília
Na quarta-feira, dia 15 de agosto, os docentes das IFE deverão se juntar as demais categorias em greve e ao Comando Nacional de Greve dos Estudantes (CNGE) e realizar, em Brasília, uma nova marcha. Todos juntos para mostrar a indignação dos servidores públicos contra o desrespeito do governo com os servidores e o descaso com as políticas sociais.

“A greve continua forte, tanto que as assembleias apontam, de forma expressiva, a continuidade da nossa luta. Temos de, nesse momento, intensificar a mobilização e exigir que o governo reabra a negociação para tratar reestruturação da carreira com valorização salarial e melhorias nas condições do trabalho docente”, avalia a presidente do ANDES-SN, Marinalva Oliveira .

Leia, também, a avaliação política do CNG/ANDES-SN sobre o momento atual e os encaminhamentos para esta semana.