TAES da UFJF e IF Sudeste MG aprovam deflagração da greve em 23 de março

  • Post author:
  • Post category:noticias

Em assembleia realizada nesta quinta-feira, 17 de março, as trabalhadoras e os trabalhadores técnico-administrativos em educação da UFJF e do IF Sudeste MG aprovaram a deflagração da greve em 23 de março, por tempo indeterminado. A paralisação inclui todos os trabalhadores, tanto da UFJF (Juiz de Fora e Governador Valadares), quanto os do IF Sudeste MG (campus Juiz de Fora e Reitoria). De acordo com informações do Sintufejuf, a decisão foi aprovada por maioria sem nenhum voto contrário, em uma assembleia com mais de cem participantes, público recorde desde o início da pandemia.
A greve segue orientação da Fasubra em consonância com o Fonasefe e Fonacate, e faz parte de um movimento unificado que exige do governo a abertura de negociações do reajuste salarial das servidoras e servidores públicos federais. Sem reajuste desde 2017, as trabalhadoras e trabalhadores do serviço público federal acumulam uma defasagem nos salários de, pelo menos, 49,28%. Neste momento, as entidades reivindicam a recomposição de 19,99%, índice correspondente apenas às perdas inflacionárias relacionadas ao período do atual governo. A categoria cobra ainda a revogação da Emenda Constitucional 95 (teto de gastos), a revogação do Decreto 10.620 (que transfere as aposentadorias e pensões dos servidores vinculados às autarquias e às fundações públicas para o INSS) e a derrubada da Proposta de Emenda à Constituição 32 (Reforma Administrativa).
As entidades manterão a vigília em frente ao Ministério da Economia até o dia 22 de março, véspera do início da greve unitária. A vigília foi iniciada no dia 16, quando as entidades realizaram um ato em Brasília marcando o Dia Nacional de Mobilização, Paralisações e Manifestações. A APES esteve presente no ato, leia aqui. 

Pauta Local
Durante a assembleia do Sintufejuf, foi definida também a pauta local específica das trabalhadoras e trabalhadores técnico-administrativos em educação da UFJF (Juiz de Fora e Governador Valadares). Já a do IF Sudeste MG (campus Juiz de fora e reitoria), será definida pelo Comando Local de Greve.
Confira a Pauta local na UFJF:

  1. Não integração do ponto eletrônico ao sistema do Ministério da Economia. Manutenção do sistema próprio da UFJF sem integração ao SISREF.
  2. Manter sistema de ponto desligado durante a greve.
  3. Manter os recessos registrados no ponto, como antes do desligamento do sistema.
  4. Manutenção das aposentadorias na UFJF, sem repassá-las para o INSS
  5. Retomada plena do transporte de funcionários.
  6. Garantia das folgas do HU, definidas nos feriados e recessos.
  7. Criação de referência dos trabalhadores TAE’S do HU, responsável por acompanhar as condições de trabalho.
    A assembleia deliberou ainda que o comando local de greve deve analisar as pendências locais da última greve, verificando a conveniência e oportunidade de incluir parte ou todas elas na pauta local da greve atual.
    Informações Sintufejuf