Terça feira terá ato contra criminalização dos movimentos sociais

  • por

Em protesto contra a criminalização dos Movimentos Sociais, Trabalhadores e Estudantes da rede pública de ensino de Juiz de Fora vão se unificar nesta terça feira em um grande ato em Juiz de Fora para defender a educação pública e de qualidade.
A concentração está marcada para as 7h em frente a Escola Normal no centro de Juiz de Fora. A manifestação é marcada ainda pela prisão, no início da semana, do professor André Nogueira, durante manifestação em que os estudantes prestavam apoio às reivindicações dos professores do estado.
Professores do Estado e do Município estão em greve e a
repressão tem crescido com corte de ponto, substituição de trabalhadores em greve e tentativas de transformar as greves em ilegais.

Acompanhe abaixo Moção de Repúdio
da APESJF à agressão ao professor André Nogueira

A Associação dos Professores de Ensino Superior de Juiz de Fora vem a público manifestar seu repúdio à ação da Polícia Militar de Minas Gerais em manifestação de estudantes e professores da Rede Estadual, ocorrida na manhã de terça feira, 30/08. Em ação injustificada e violenta, que culminou na prisão do professor André Nogueira, assistimos a uma agressão que revela um crescente processo de criminalização dos movimentos sociais.
A Polícia Militar de Minas Gerais, em nossa concepção, prestou um desserviço, ao tratar com desrespeito e violência um professor que, ao lado de seus alunos, exercia o livre direito de manifestação. O docente foi imobilizado, algemado e conduzido em uma viatura policial até a delegacia. Ao mesmo tempo, o estado de Minas deixa de cumprir a lei, negando-se a aplicar o Piso Salarial Profissional Nacional aos docentes.
A Associação dos Professores de Ensino Superior de Juiz de Fora repudia a ação da Polícia Militar e o descaso do governo de Minas com a educação e com os trabalhadores do ensino. Manifesta ainda solidariedade com o Sind-UTE/Subsede JF que, em greve, demonstra força e capacidade de mobilização em sua luta por condições dignas de trabalho.

Juiz de Fora 31 de agosto de 2011

Manifestação do Sinpro no centro da cidade