Trabalhadores ocupam as ruas de Juiz de Fora para protestar contra a Reforma da Previdência

22/03/19

     Cerca de 10 mil pessoas estiveram nas ruas do centro de Juiz de Fora para protestar contra a reforma da previdência. Trabalhadoras, trabalhadores, estudantes, representantes de sindicatos e centrais, associações, partidos políticos e movimentos sociais se uniram contra a retirada de direitos. A Concentração e as falas se deram na Praça da Estação, de onde a passeata saiu, subindo a Rua Halfeld, em direção à Câmara Municipal de Juiz de Fora.
             A cidade se uniu a dezenas de cidades em todo o país onde protestos e manifestações movimentaram os centros urbanos. Cidades como Maceió, Manaus, Brasília Cuiabá, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Natal, Porto Velho, Boa Vista, Florianópolis, São Paulo e Aracaju contaram com algum tipo de movimentação em torno do tema, seja com debates, atos e eventos. 
             A professora Zuleice Lessa falou em nome da APES e dos docentes da UFJF e do IF Sudeste MG. “A cada dia acordamos com novos retrocessos e tentativas deste Governo golpista fascista para retirar os direitos de nós trabalhadoras e trabalhadores. A Reforma da previdência remete-nos a convicção de que o Governo: 1º quer destruir toda a perspectiva de possibilidade de vida após anos de nossa dedicação ao trabalho, 2º retira de qualquer relação da Previdência com a Constituição, 3º Fere todos os direitos dos trabalhadores, atingindo principalmente nós mulheres, pobres e idosos. Mas temos condições resistir desde que estejamos juntos. Ninguém solta a mão de ninguém”, disse.