Visita à Faculdade de Enfermagem inaugura “Conversa com a APES”

11/04/19
Auditório da Faculdade de Enfermagem recebe primeiro “Conversa com a APES”

Na manhã dessa quinta-feira, 11 de abril, foi realizada, na Faculdade de Enfermagem da UFJF, a primeira “Conversa com a APES”, uma série de visitas às unidades da universidade e ao Instituto Federal. O objetivo das visitas é promover um diálogo entre o sindicato e sua base para discutir sobre os assuntos que mais afetam, no momento, a categoria.

No auditório da Faculdade de Enfermagem, a diretora da APES Zuleyce Pacheco e o diretor Augusto Cerqueira explicaram aos professores e professoras presentes sobre o impacto da Medida Provisória 873, que proíbe o desconto das mensalidades sindicais em folha de pagamento. A APES reforçou a necessidade dos sindicalizados e sindicalizadas realizarem o seu recadastramento, para que a entidade consiga continuar fazendo a arrecadação das mensalidades. O professor Augusto reforçou que esta arrecadação, voluntária e militante, é fundamental para que o sindicato continue lutando pela rede Federal de educação e de saúde, por exemplo.

Em seguida, o assessor jurídico da APES, Leonardo de Castro, fez uma apresentação com os principais tópicos da nova previdência e esclareceu dúvidas apresentadas pelos docentes e pelas docentes. O material elaborado por Leonardo pode ser acessado aqui. Como enfatizou o advogado da APES, a proposta do governo pretende minar a previdência social e transferir todo o capital e responsabilidade para o sistema financeiro, com o regime de capitalização. Leonardo ressaltou ainda que a reforma atinge ativos e aposentados e aposentadas, por propor um aumento progressivo da alíquota, um aumento progressivo da idade na medida em que aumenta a expectativa de vida dos brasileiros e por inserir a chamada “contribuição extraordinária” que, na prática, não tem limites fixos e objetivos. Por fim, a APES enfatizou a necessidade da luta para impedir que a nova reforma seja aprovada, e o diretor Augusto Cerqueira convidou todos e todas para a próxima assembleia da APES a ser convocada e para o ato a ser realizado no dia dos trabalhadores e trabalhadoras no dia 1º de maio.