ANDES-SN divulga nota em repúdio aos cortes de direitos de servidores

  • Reading time:2 mins read

NOTA DA DIRETORIA DO ANDES-SN DE REPÚDIO AO CORTE DE AUXÍLIO E ADICIONAIS DURANTE A PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS (SARS-COV-2).

A Diretoria do ANDES-SN expressa seu repúdio a iniciativas governamentais dos diferentes entes federados, que reduzem a remuneração de servidore(a)s e empregado(a)s público(a)s através do corte de auxílio transporte, adicional noturno e adicionais de insalubridade, periculosidade, irradiação ionizante e gratificação por atividades com Raios X ou substâncias radioativas. Essas ditas “vantagens” acabam compondo o orçamento total do trabalhador(a) e têm sido, por vezes, utilizadas tanto como paliativos às perdas salariais acumuladas, quanto base para a realização de reajustes, em detrimento do vencimento básico. Em alguns casos, tais rubricas representam quase 20% da remuneração mensal. Em um momento de enfrentamento à pandemia da do novo coronavírus (SARSCoV-2), em que milhões de trabalhadore(a)s necessitam de recursos financeiros para proteger-se e a suas famílias, tais iniciativas são inaceitáveis! A linha única no contracheque é uma luta histórica do ANDES-SN por entender que o vencimento básico deve integrar todos os benefícios a que o(a) trabalhador(a) tem direito, ficando, portanto, protegido(a) de ataques como esses. Infelizmente, os diferentes governos utilizam-se da concessão de adicionais e auxílios para burlar o vencimento básico e assim atacarem os proventos de servidore(a)s público(a)s. Exigimos a imediata revogação da Instrução Normativa nº 28, de 25 de março de 2020, no âmbito federal e todas as suas congêneres nos estados e municípios. Basta Bolsonaro/Mourão! Em defesa dos serviços e servidore(a)s público(a)s! Em defesa do SUS! Brasília (DF), 30 de março de 2020 Diretoria Nacional do ANDES-N