Dia Mundial da Saúde: entidades de JF denunciam mortes e defendem vacinação para todos

  • Reading time:2 mins read

Nesta quarta-feira, 7 de abril, a APES realiza uma série de ações em conjunto com entidades de Juiz de Fora marcando o Dia Mundial da Saúde. Em todas as atividades, o intuito é denunciar a política genocida de Bolsonaro, responsável pela morte de mais de 330 mil pessoas por Covid no país, pelos dados oficiais. As entidades também exigem a vacinação gratuita para todos e todas, com políticas de renda, proteção ao emprego e combate à fome. E reafirmam a defesa do SUS e a valorização dos serviços e servidores públicos, que têm atuado incansavelmente em defesa da vida da população brasileira. 

Neste sentido, junto ao Comitê “Fora Bolsonaro”, foram instaladas 2 faixas no mergulhão da Av. Rio Branco e uma faixa no viaduto da Av. Itamar Franco, que também pediam por auxílio emergencial digno e apoio aos comerciantes.

Um spot de rádio está sendo veiculado em rádio local, em ação realizada junto ao Fórum das Entidades do Serviço Público Federal de Juiz de Fora e Região (FOSEFE), e quatro carros de som circulam pela cidade em ação conjunta com entidades e movimentos sociais da cidade. Nessas ações, as entidades denunciam o atraso na compra de vacinas e o investimento em medicamentos sem comprovação pelo governo Bolsonaro.  As chamadas também reafirmam a valorização do SUS e dos serviços públicos, e dizem basta a este governo que não protege a população. 

Nas redes sociais, a APES veicula uma série de cards, reafirmando a luta por políticas públicas de saúde que garantam a vida de toda a população. Acesse nosso instagram e nosso facebook e compartilhe.