Diálogo com a comunidade marca mobilizações do 1º de maio

02/05/19

APES e Sintufejuf movimentaram o campus da UFJF. Em seguida, docentes integraram ato em Santa Luzia

A comunidade da UFJF e do IF Sudeste MG manifestou-se contra a reforma da previdência e em defesa da educação pública neste primeiro de maio, dia dos trabalhadores e das trabalhadoras. O ato foi organizado pela APES e pelo Sintufejuf, contanto com a participação de estudantes, técnico-administrativos e professores. A mobilização iniciou por volta das 9 horas, no campus da UFJF, e contou com panfletagem, distribuição de balões, coleta de assinaturas para o abaixo-assinado das centrais sindicais e falas em defesa da previdência pública e contra da proposta de reforma da previdência. A proposta foi a de dialogar com a população de Juiz de Fora, que utiliza as dependências da UFJF para prática de esportes e lazer, denunciando a proposta de destruição da previdência, valorizando a educação pública e o papel de destaque da UFJF e IF Sudeste MG na cidade. “Foi uma ação bastante positiva que permitiu o diálogo com a sociedade em mais uma ação conjunta das entidades da UFJF” disse Augusto Cerqueira, diretor da APES.

APES e Sintufejuf colhem assinaturas para abaixo-assinado contra reforma da previdência

A APES também se integrou ao ato ocorrido em Santa Luzia, que teve a participação de centrais sindicais, partidos e movimentos sociais, onde também foram distribuídos panfletos e balões contra a reforma da previdência, e que contou com a apresentação de diversos grupos e artistas da cidade. “Estamos na busca de ampliação da mobilização contra os ataques à classe trabalhadora e nesse sentido é importante a participação em atos com as centrais sindicais em locais próximos ao trabalhador” disse Augusto Cerqueira.

APES integra Ato em Santa Luzia