Greve de 48h: comunidade da UFJF e do IF Sudeste realizam aulas, panfletagens e ato público

03/10/19

Com paralisação de quase todas as atividades na UFJF e no IF Sudeste MG, a Greve da Educação Federal segue com intensa agenda de atividades no seu segundo dia.

A manhã de hoje, 3 de outubro, começou com panfletagem e conversa com a população usuária de alguns dos serviços prestados pela UFJF. Docentes e TAE estiveram no Hospital Universitário, na Farmácia Universitária e na Clínica da Faculdade de Odontologia conversando sobre os impactos dos cortes nas instituições de ensino para a população brasileira.

Comunidade do IF Santos Dumont realiza atividade no centro da cidade

Também na manhã de hoje, a comunidade do campus Santos Dumont do IF Sudeste MG realizou panfletagem e conversa com a população no calçadão do centro da cidade, marcando o segundo dia da Greve da Educação Federal. Na parte da tarde, docentes, TAE e estudantes se unem ao ato público em Juiz de Fora.

As próximas atividades acontecem na tarde de hoje. No Parque Halfeld, em Juiz de Fora, haverá uma aula pública às 14h com o tema “Temos futuro?”, e um ato público às 17h.

Os segmentos que constroem a greve avaliaram o primeiro dia como vitorioso, pois houve paralisação da maioria das atividades na UFJF e IF Sudeste MG. A APES convoca toda a categoria para o segundo dia de mobilizações nas ruas de Juiz de Fora.

Confira como foi o primeiro dia da Greve

Na UFJF docentes, alunos e TAE’s colocaram placas e faixas chamando atenção para a greve de 48h e suas principais pautas. No IF Sudeste MG, o dia começou com um café da manhã e falas das entidades que constroem a greve no Instituto, APES, Sintufejuf, GETU e Sinasefe. A programação seguiu com um cine-debate comentado pela professora de sociologia do IF Amanda Chaves Pinheiro acerca do filme “Terra em Transe”.

Professora Carolina Bezerra em aulão na UFJF

Na parte da tarde, um aulão com 5 diferentes temas foi realizado na Ágora da UFJF, com participantes convidados pelo Fórum das Entidades. O TAE da FAEFID, Revelino Mattos, falou sobre “Projeto de Estado e ataque aos Serviços Públicos”. Em seguida, a professora Carolina Bezerra, do Colégio de Aplicação João XXIII, abordou a temática “Política de segurança pública e morte da juventude negra”. O vice-diretor do Jardim Botânico e TAE da UFJF, Breno Moreira, falou sobre “Recursos Naturais e Soberania Nacional”. Matheus Henrique Silva, integrante do Núcleo ABRAPSO/JF, encerrou o aulão com o tema “A crise na educação e saúde mental dos estudantes”.

Encerrando as atividades do primeiro dia, um ato cultural foi realizado com participação da banda Eminência Parda.

APESJF