Nota do MEC viraliza nas redes sociais por citar teoria da conspiração

31/01/19

 Uma nota do Ministério da Educação (MEC), publicada na noite de quarta feira,  30 de janeiro, viralizou nas redes sociais pelo texto contendo uma teoria da conspiração que ligava o jornalista Ancelmo Gois ao antigo serviço secreto comunista, a KGB.
                A nota foi uma resposta ao jornalista, que escreveu em seu blog que, sob a batuta do novo ministro da educação, o Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines) retirou de seu site, vídeos sobre Marx, Engels e Nietzsche.
               No comunicado, o MEC disse que quem retirou os vídeos foi a gestão Temer, o que é contestado por Ancelmo. Veja abaixo a Nota do MEC.