Polícia repreende violentamente concentração em ato de SP

  • por

Em mais uma demonstração de extrema repressão, o Estado tenta impedir que trabalhadores de todo o país, unidos na Jornada “Na Copa vai ter Luta”, exerçam seu direito à livre manifestação. Desde o início da manhã desta quinta-feira (12), a Força Tática da polícia militar de São Paulo tem utilizado da violência para coibir a realização do protesto que denuncia os gastos públicos excessivos com a Copa do Mundo e pela reintegração dos metroviários de São Paulo, além de reivindicar mais investimento público em saúde e educação públicas.

Clique aqui para matéria completa

Em Juiz de Fora, nesta quinta feira várias entidades do Movimento Social se manifestaram no centro da cidade de Juiz de Fora contra os gastos da copa, reivindicando meiores investimentos em saúde, educação e moradia. o Grupo de manifestantes desceu a Rua Halfeld, que foi palco de uma manifestação artistico política. Ainda como parte dos eventos o professor Hajime Nozaki falou na UFJF, na quarta feira, no ICH, em evento promovido pelo “Na Copa Vai ter Luta”

 


As fotos da esquerda: entidades se reúnem no centro de Juiz de Fora para manifestação contra os gastos da copa. À direita, embaixo, polícia reprime manifestações em São Paulo. Acima, professor Hajime Nozaki fala na UFJF na quarta feira em evento promovido pelo “Na Copa Vai ter Luta”