Professores da rede estadual de ensino paralisaram nesta quarta-feira pelo recebimento regular do salário

  • Reading time:2 mins read

Professores e professoras da Rede Estadual de Ensino sofrem com o desrespeito do governo do Estado de Minas Gerais que parcela e atrasa os salários dos servidores. Na terça-feira, o Sind-UTE MG informou que recebeu, após as 18h, uma comunicação do Governo do Estado afirmando que fará o pagamento da 1ª parcela dos salários dos servidores e das servidoras hoje, dia 18.

No entanto, as atividades de paralisação, programadas para a quarta-feira, foram mantidas. Em Belo Horizonte, houve um ato conjunto dos servidores da educação, saúde, do IPSEMG e UEMG pelo recebimento do salário no 5º dia útil e fim do parcelamento. A manifestação se deu durante a tarde, em frente ao Palácio da Liberdade.

A subsede do Sind-UTE em Juiz de Fora mobilizou a categoria para uma panfletagem no Calçadão. Além dos atrasos nos pagamentos e parcelamento do 13º salário, manifestanes denunciaram a ausência de reajuste nos últimos 2 anos, a falta de repasse do desconto do salário para o IPSEMG, o atraso nas verbas de manutenção e merenda para as escolas e o descumprimento da Lei do Piso Salarial nacional do Magistério.

O Sind-UTE MG indica que, como a categoria está em estado de greve, novas paralisações serão convocadas.“Há quase dois anos recebo meu salário com atraso, quase no meio do mês. Algumas pessoas recebem parcelado de 3 vezes, e, esse mês, não recebemos até agora, estamos sem salário!”, reclama Talia Sobral Professora do Estado em Juiz de Fora