Servidores Federais se reúnem com governo na noite desta quinta-feira (31)

  • por

O Fórum Nacional das Entidades dos Servidores Públicos Federais (SPF) se reúne na noite desta quinta-feira (31) com representantes do Ministério do Planejamento para negociar a pauta de reivindicações unificada dos SPF, protocolada em janeiro deste ano junto ao governo. O encontro está previsto para às 19 horas.

Hoje vence o prazo dado pelos servidores para que o governo apresente alguma resposta às reivindicações da categoria. Até o momento, várias reuniões foram realizadas com o Planejamento, mas sem registrar avanços.

Indicativo de greve geral
No último dia 2, o Fórum dos SPF indicou a construção de uma greve geral do serviço público, com paralisação por tempo indeterminado a partir de 11 de junho, caso o governo não atenda à pauta unificada de reivindicação dos SPF.

A decisão é uma resposta dos servidores ao descaso do governo federal com a categoria, que segue há dois anos com os salários arrochados, sem recomposição inflacionária e muito menos aumento real.

Além disso, os servidores vêm enfrentando a precarização das condições de trabalho e ataques aos direitos básicos, como a recente privatização da previdência, com a criação da Funpresp.

Pauta dos Servidores
Entre as reivindicações dos servidores estão reajuste de 22,08% (referente à inflação e variação do PIB desde 2010), em conjunto com uma política Salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário-base e incorporação das gratificações. Os servidores também pedem a implementação de negociação coletiva no setor público, com definição de data-base e o cumprimento, por parte do governo, dos acordos firmados e não cumpridos.

Mobilização
No próximo dia 5 de junho, os servidores públicos federais realizam uma grande marcha em Brasília. A expectativa é que o ato reúna no mínimo 20 mil trabalhadores na Esplanada dos Ministérios. Após a manifestação, o Fórum dos SPF fará uma plenária ampliada, às 15h, na Esplanada, para votar a greve geral do funcionalismo federal a partir de 11 de junho.

Fonte: ANDES-SN