Servidores Públicos Federais movimentaram todo o país no Dia Nacional de Luta, Mobilizações, Paralisação e Greve do Funcionalismo Público

  • Reading time:5 mins read

O dia 24 de março, Dia Nacional de Luta, Mobilização, Paralisação e Greve do Funcionalismo Público, foi movimentado em todo o país pelas ações dos Servidores Públicos Federais, reunidos no Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais, Fonasefe, em conjunto com  Centrais sindicais, entidades ligadas à área da Educação, entre elas o ANDES-SN, a APES e demais seções sindicais do Sindicato Nacional, além das  entidades ligadas ao Fórum dos Servidores Públicos Federais de Juiz de Fora e região, Fosefe.

As manifestações contra a reforma administrativa, em defesa da vacina e do lockdown, pelo Auxílio Emergencial justo, em defesa do emprego e dos serviços públicos, tomaram as redes sociais em lives, debates e publicações em massa. Nas cidades, paralisações, faixas, outdoors e carreatas chamaram a atenção da população para as reivindicações.

ANDES-SN

O ANDES-SN elaborou e participou de várias atividades, entre elas, uma vigília online com participação de docentes de diversas instituições, parlamentares e representantes de outras entidades. A Live foi ao ar no Youtube e no Facebook às 15h10 do dia 24. O dia também teve atuação intensa de muitas Seções Sindicais do ANDES-SN.

Em Juiz de Fora

Em Juiz de Fora, o Fosefe, realizou ações de conscientização com a colocação de dois carros de som, rodando o centro e bairros da cidade, chamando a atenção para a data e evidenciando para a população os prejuízos que a Reforma Administrativa pode trazer para todos que necessitam de saúde, educação e serviços públicos em geral. Colocou ainda faixas e banners em pontos estratégicos de Juiz de Fora, como o Restaurante Universitário do centro, o Hospital Universitário em Santa Catarina, o HU CAS, o Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais, em frente ao ponto de vacinação dentro da UFJF e na sede da APES, também no campus da UFJF.

O dia 24 representou em Juiz de Fora e região o ponto mais alto da mobilização que já estava em curso desde o dia 15 de março, com a Jornada de Lutas, com as campanhas nas redes sociais e chamadas em rádios da cidade, num alerta à população.

“A intensa movimentação dos Servidores Públicos Federais em conjunto com trabalhadores e trabalhadoras de todos os setores, mostrou que o Servidor tem poder para contrapor aos ataques do governo. Esse grande conjunto de ações chamou a atenção das pessoas para a destruição do Serviço Público anunciada na Reforma Administrativa. Importante destacar a união em Juiz de Fora em torno do FOSEFE e o trabalho feito no sentido de esclarecer a população sobre o que está em jogo, ou seja, a escola dos filhos e filhas, o atendimento no posto de saúde e seus direitos mais básicos”, disse Augusto Cerqueira, presidente da APES.

A Luta continua em defesa da Educação Pública

Entidades da Educação, com o apoio do ANDES-SN continuam a luta durante o final do mês de março.

O domingo, 28 de março, será marcado pelo Dia de Solidariedade em defesa da vida e da educação pública. Em seguida, nos dias 29 e 30, ocorrerão atos simbólicos em defesa da educação pública. No dia 31, será realizada a Plenária Nacional em Defesa da educação pública, às 14h, virtualmente e transmitida pelas redes sociais das entidades da Educação. Entre as pautas, está a luta por mais recursos para a educação pública, que sofrerá novos cortes no orçamento de 2021, que está para ser votado no Congresso Nacional.

Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça!

Já no dia 1º de abril, data marcada pelo início da ditadura empresarial-militar no país, será realizado o Dia da Denúncia: Ditadura Militar, Nunca Mais, com atividades que lembrarão os crimes cometidos nesse período e saudará aquelas e aqueles que lutaram pela liberdade e democracia.