Unimed continua como plano de saúde na UFJF

  • por

Nesta manhã (28), a Unimed venceu o pregão eletrônico da UFJF e continuará operando o plano de saúde da instituição. O processo de abertura da  licitação refletiu a ausência de diálogo entre Reitoria e servidores.

Em acordo com a lei, a prorrogação do contrato da UFJF com a Unimed, que tinha validade de 36 meses, foi feita por mais 24 meses. Após cinco anos, na iminência do término deste contrato, a APESJF-SSind recebeu, por e-mail, uma convocação da Administração Superior para participar de uma reunião no dia seguinte, 19 de agosto, sobre a licitação do plano de saúde.

Na reunião, que também contou com a presença de representantes do SINTUFEJUF, a UFJF apresentou o edital e solicitou à Seção Sindical que avaliasse, até o final da reunião, o documento.

A APESJF-SSind afirmou que seria impossível realizar qualquer análise com o tempo ofertado. Depois de argumentação, a Reitoria concordou em agendar uma nova reunião para o dia 22 de junho.

Após convocação de uma reunião de urgência da Comissão de Saúde da APESJF-SSind, a Seção Sindical listou todas as inconsistências legais detectadas no processo licitatório, que foram apresentadas à UFJF no dia 22.

No dia 14 de agosto, a Administração Superior informou à APESJF-SSind que seria necessária a abertura de uma nova licitação. O motivo foi que nenhuma operadora havia demonstrado interesse em participar do pregão eletrônico. Segundo a Reitoria, três grandes modificações foram feitas em relação ao edital anterior: reajuste na precificação, divisão por faixa etária e exclusão do plano odontológico. A Administração Superior afirmou que chamaria uma nova reunião para a análise do documento. No entanto, neste novo encontro, o segundo edital não foi apresentado à APESJF-SSind, como havia sido solicitado.

‘‘A ausência de reuniões da comissão para acompanhar o desenvolvimento do plano durante seus cinco anos de vigência e a realização de reuniões chamadas às pressas, às vésperas da publicação do primeiro edital, para análises aligeiradas e sem que nos tivesse sido dada a oportunidade de participar de sua formulação, assim como a ausência de informações que nos permita intervenções qualificadas em eventuais reuniões, apenas confirmam o desinteresse da Administração Superior em compartilhar com a APESJF-SSind, por meio da efetiva implantação da comissão, a gestão do contrato relativo à oferta de planos de saúde’’, afirma Paulo Ignácio, presidente da Seção Sindical.