APESJF faz pesquisa sobre a condições de trabalho docente

  • por

Professores e professoras sindicalizados da APESJF vão receber nos próximos dias um formulário, enviado pela diretoria da APESJF, para o seu endereço de e-mail. A mensagem  contém perguntas relacionadas às  atividades acadêmicas docentes na UFJF e no IF Sudeste MG e  foi elaborado com o intuito de coletar dados que possam subsidiar a construção de um documento denominado “Pauta Local de Reivindicações”.  O referido documento será apresentado a todos os sindicalizados em uma Assembleia Geral para discussão e aprovação, e, após, será entregue às respectivas administrações superiores, para que se possa dar continuidade às discussões sobre as condições de trabalho dos docentes destas instituições.

Os dados coletados nesta pesquisa também serão usados para preenchimento de outro formulário, enviado pelo ANDES-SN às seções sindicais, que tem como objetivo complementar as informações da pesquisa realizada durante a nossa última greve, sobre as condições de trabalho dos professores nas IFE.

Este formulário teve como base uma grande discussão realizada pelos docentes durante a greve, tanto em âmbito local quanto nacional. A APESJF entende que a coleta de dados, utilizando como instrumento um questionário enviado por e-mail, poderá propiciar um maior número de respostas e, consequentemente, uma melhor leitura da realidade do trabalho docente dentro das IFE, e que essa pesquisa não substitui a pauta local já existente, mas apenas vem atualizá-la e aprofundá-la.

Já há algum tempo os docentes, de uma maneira geral, têm percebido as mudanças que estão se realizando na rotina do trabalho acadêmico (ensino, pesquisa e extensão). Várias transformações vêm ocorrendo, na última década, em todos os setores da sociedade, inclusive na rotina das atividades docentes de ensino, pesquisa e extensão, e estão produzindo efeitos que em certa medida causam malefícios a saúde física dos docentes.

Um conjunto de tarefas que não eram de responsabilidade dos docentes  passaram a fazer parte da rotina a ser cumprida para que a nossa prática docente possa ser concretizada. Por outro lado, cobranças por uma maior produtividade estão levando à precarização do trabalho. Assim, em linhas gerais, pelo que se tem notado nas discussões e em publicações recentes, pode-se dizer que houve um aumento do trabalho em extensão e intensidade. É o que o sindicato busca verificar com dados concretos.

A APESJF agradece desde já a colaboração de todos os professores e professoras; o conjunto docente está contribuindo para a construção de uma Instituição Federal voltada para o ensino, a pesquisa e a extensão de qualidade, socialmente referenciada e capaz de oferecer condições dignas de trabalho e estudo para todos. O sindicato solicita que todos retornem o questionário preenchido o mais rápido possível já que o sistema de coleta de dados será encerrado no dia 03 de dezembro de 2012.